Páginas

sexta-feira, 31 de julho de 2015

KD o tempo que estava aqui??? Fases...


Oi gente!!!


Quanto tempo! Tudo bem?
Por aqui tudo em paz,graças a Deus.
Entra, pode sentar.





Quem esteve por aqui viu que eu estava prestes a ter meu bebê, e tive. Está lindo e com 8 meses.  Uma pausa foi necessária pra que a nova fase fosse vivida. Mas aí bateu a saudade e resolvi voltar.

Muitas meninas amigas tiveram bebês também e acabamos conversando e percebendo como as coisas se encaminham com uma nova vida em casa. 




Quando chega um bebê, sendo o primeiro, segundo, terceiro, quarto (!!! rsrsrs) , sempre nasce uma nova mãe. 
No meu caso, sendo meu segundo filho, consigo levar as coisas de forma mais tranquila. As "neuras" já não existem mais e a vida fica mais leve, menos preocupada. 
Mas a correria... ah, a correria não muda! kkkkk Com um bebê em casa nos tornamos maratonistas natas, atletas incomparáveis.





Para o desespero de muitas de nós já não produzimos como antes, já não cozinhamos como antes. Sentar? Ler um livro? Costurar? O que são essas coisas mesmo? rsrsrs  O tempo livre se torna algo preciosíssimo!!!




Amigas, a vida se resume em fases. E quanto mais diferentes essas fases mais  poderemos nos gabar um dia de termos vivido de forma intensa.
Se a vida se tornar uma constante, que graça tem? Que experiências teremos? Que histórias iremos contar?

Para as mamães que conversaram comigo se sentindo improdutivas (e isso é totalmente normal no início) , posso dizer com total certeza: 
Não existirá na sua vida produção maior e melhor que fazer seu ou seus filhos crescerem e verem o mundo de forma saudável.




Tenham orgulho a cada momento que olharem para o espelho de manhã pois é um momento único. Meu bebê, agora com 8 meses, nunca mais terá 4, 5 ou 6. Meu filho de 6 anos nunca mais terá 2, 3 ou 4. 
Por isso, curtir ao máximo deve ser nossa meta. 
Amamentem, observem o crescimento, os olhares, as mãozinhas a cada dia mais curiosas...
Não pensem no que faziam, não fiquem ansiosas pelo que irão fazer; somente vivam o agora com todo seu coração.
Isso é ser mãe, isso é entender seu lugar, seu momento.
Isso faz de nós o que somos. 
Mulheres.




Um abraço  para as meninas que diariamente conversam comigo. Um carinho a você que está passando aqui pela primeira vez. Fique à vontade! 

Bom estar de volta!

Dani Santos